Ir para conteúdo principal Ir para menu principal Ir para menu do rodapé Ir para menu Categoria Ir para menu Arquivo
Logon

Viver Seguro no Trânsito

Nós estamos fazendo nossa parte. E você?
Início do conteúdo

Categoria: Notícias

Fique por dentro das mudanças nos pontos de atendimento do Seguro DPVAT

​O mês de julho começa com mudanças, galera! A partir de hoje, dia 2 de julho, os pontos de atendimento oficiais do Seguro DPVAT sofreram alterações. Continue acompanhando o nosso post para conferir os detalhes! 😉

Confira as mudanças

​Os pontos de atendimento oficiais do Seguro DPVAT sofreram alterações, tendo em vista que os contratos, até então vigentes, de prestação de serviços com os Sindicatos dos Corretores de Seguros (Sincors) foram rescindidos, para se ajustarem às novas regras estabelecidas pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), entidade responsável por regular a gestão do Seguro DPVAT.

​Com exceção do Rio de Janeiro, do Amapá, do Ceará, do Maranhão, do Rio Grande do Norte e do Tocantins, os Sincors não receberão mais pedidos de indenização do Seguro DPVAT. Mas a gente lembra que as seguradoras consorciadas, agências dos Correios e corretores parceiros estão aí para receber a documentação necessária! Clique aqui e dê uma olhadinha nos quase 8 mil pontos de atendimento oficiais da Seguradora Líder. Com certeza tem um bem pertinho de você. \o/

Onde posso consultar meu processo de indenização?

​Opa, é muito fácil, pessoal! Todas as informações sobre o andamento dos processos de indenização devem ser consultadas através dos nossos canais de andamento oficiais, clicandoaqui. \o/ E a gente lembra: se surgir alguma dúvida, estamos aqui para te ajudar! 😍

Dei entrada no meu processo pelo SINCOR e houve uma pendência de documentação. Para onde envio minha documentação complementar?

​Não precisa se preocupar: em caso de pendências, a documentação complementar deve ser entregue nas agências dos Correios credenciadas. 😉 Confira a mais próxima da sua casaclicando aqui. É importante que a documentação seja envelopada, nas agências, com carta especial, identificada como "Postal DPVAT".

O prazo para pagamento da minha indenização será alterado?

​Não! Após a entrega de toda a documentação correta, o prazo para pagamento das indenizações é de 30 dias, conforme previsto na Resolução 332, de 2015. Legal, não é? 😉

Dei entrada em um ponto de atendimento dos SINCORs e, até agora, não sei se houve algum pendenciamento no processo. Como posso obter mais informações?

​Por aqui, temos uma série de canais de atendimento para tornar o nosso relacionamento cada vez mais próximo, como o SAC, através do número 0800 022 12 04, além das redes sociais oficiais do Seguro DPVAT, como o Facebook, o Instagram e o Twitter. 😉

E aí, gostou de ficar por dentro das novidades que estão rolando aqui na Seguradora Líder? Se sua resposta foi sim, é só continuar ligadinho aqui no Blog Viver Seguro no Trânsito. Esperamos por você nos comentários! ❤


Continuar lendo

​Tudo o que você precisa saber sobre a Placa Mercosul

placa-mercosul.png

Você já deve ter se deparado com alguma notícia sobre a placa Mercosul, não é mesmo? A gente também! ;) Fazendo as contas, o prazo para adesão no Brasil já foi adiado três vezes, chegando até mesmo a ser suspenso por tempo indeterminado. :O Mas o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) afirma que o início da implementação será no dia 1 de dezembro. \o/ E, para você já ir se preparando, reunimos tudo o que você precisa saber sobre a placa Mercosul aqui nesse post. Se liga só! ;)

Como as placas Mercosul surgiram?

A ideia deste novo modelo é mais antiga do que pensamos, pessoal. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, ela nasceu em 2010 e foi impulsionada pelo Denatran, órgão brasileiro. A ideia era criar um sistema unificado, inspirado no adotado pela União Europeia nos anos 90, que facilitasse a identificação e fiscalização dos veículos dos países que atualmente compõem o Mercosul – Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai). As placas já estão sendo usadas na Argentina e no Uruguai. Bem legal, não é? \o/

Quais são as novidades?

Um dos principais pontos a serem destacados é que a nova placa usa a tecnologia a favor da segurança, galera! Composta por uma tarja azul, bandeira do Brasil e outra configuração de letras/números, ela contará com um chip e um código de barras bidimensional (também conhecido como QR Code), o que facilitará a identificação dos veículos roubados ou clonados nos países do Mercosul, por exemplo. As placas também não utilizarão mais o lacre e contarão com marcas d’água com o nome do país e do Mercosul, além de uma tira holográfica, que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e seu número de série – uma outra forma de evitar falsificação. ;)

A troca da placa é obrigatória para todos os veículos?

Esse ponto costuma gerar muitas dúvidas, pessoal, mas a placa do Mercosul só será obrigatória para carros novos (a partir de 1º de dezembro), transferidos de município ou de proprietário e em outras situações que exigem a troca de placas. Portanto, se você é proprietário de um veículo já emplacado, não precisa se preocupar: você pode circular com o modelo atual sem necessidade de mudança, se este veículo permanecer sob sua propriedade e circulando no mesmo município. Mas, se você quiser trocar a placa, também não tem problema, já que os proprietários de veículos em circulação podem escolher se querem antecipar a mudança ou não. \o/

E qual é o custo disso?

Opa! Esse é outro questionamento que costuma aparecer bastante, galera. Ainda não existe uma definição dos valores das novas placas que, assim como acontece atualmente, serão pagas pelos proprietários de veículos. Mas tem uma novidade bem bacana: de acordo com o Denatran, essa nova resolução padroniza a produção das placas em território nacional, o que pode diminuir o seu custo. ;) Vale lembrar que, atualmente, os preços das placas variam de estado para estado. Em São Paulo, por exemplo, o par de placas sai por R$ 128,68, além das taxas de vistoria e licenciamento;

Novidade virá primeiro para os cariocas

Alô, cariocas! O Governo do Rio de Janeiro divulgou recentemente que o Rio deverá ser o primeiro estado brasileiro a adotar a placa de automóveis unificada para os países do Mercosul.

Verdade seja dita: a placa Mercosul é uma novidade e tanto! E você já sabe que por aqui, quando tem novidade, a gente está sempre ligadinho, afinal, é nosso papel te deixar por dentro de tudo o que acontece no trânsito brasileiro. Por isso, é muito importante te ouvir: gostou do nosso post ou tem mais alguma curiosidade sobre a placa Mercosul? Deixe seu comentário aqui embaixo. Esperamos por você!


Continuar lendo

Comissão de Viação e Transportes aprova placa que alerta sobre novos condutores

projeto-lei-novos-condutores.png

Nervosismo. Ansiedade. Medo. Essas são características bastante comuns nos motoristas iniciantes. Para alguns, esse medo começa já na hora do exame prático e relatórios divulgados pelo Detran confirmam isso. Em 2017, só na Bahia, por exemplo, dos 257.022 candidatos que fizeram a prova prática, 95 mil foram eliminados.:O

Pensando em tranquilizar os novatos e estimular a gentileza no trânsito, a Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, aprovou o Projeto de Lei nº 6098/2016, que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) para tornar obrigatória a identificação com placa em local visível dos veículos guiados por condutores que estão habilitados há menos de um ano. O objetivo é aumentar a segurança e garantir a proteção de quem está dando seus primeiros passos no trânsito. Bem legal, não é? \o/

Pelo texto do projeto, o descumprimento dessa regra implicará na aplicação de multa por infração grave, com retenção do veículo até que a placa com a identificação seja fixada. E, por falar em identificação, ela deverá ser regulamentada pelo Conselho Nacional de Trânsito, o Contran.

Autora do Projeto de Lei, a deputada Christiane de Souza Yared defendeu o projeto destacando que muitos habilitados saem da autoescola com dificuldades no trânsito, o que se justifica pela falta de experiência ao volante. Para ela, a identificação do condutor novato no trânsito possibilitará uma melhor visualização aos demais condutores de um sem experiência.

O projeto ainda será analisado, em caráter conclusivo, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. É só esperar para ver! =) Se você ficou curioso para conferir o Projeto de Lei, é só clicar aqui para conferir a sua versão inicial.

Por aqui, estamos curiosos para saber como essa placa será. E vocês? A gente aproveita para deixar o recado esperto de sempre: continue ligadinho no nosso blog para ficar dentro dessa e de uma porção de novidades bem bacanas sobre o trânsito brasileiro. o/


Continuar lendo

No Rio de Janeiro, motorista agora pode retirar veículo apreendido sem pagar IPVA

novidade-ipva-motoristas-cariocas.png

Se é novidade, você já sabe que a gente divulga por aqui! \o/ E hoje vamos te deixar por dentro de uma das mais bacanas que está rolando para os motoristas cariocas: a partir de agora, no Estado, os proprietários de veículos apreendidos que estão com o IPVA atrasado podem fazer sua retirada sem precisar pagar este imposto, mas o Seguro DPVAT e outras taxas continuam sendo obrigatórias. Fique ligado nos detalhes aqui embaixo. ;)

Fique de olho: as demais taxas precisam estar em dia

A nova regra, que passou a valer no dia 20 de abril, traz um detalhe importante: apesar dos proprietários de veículos apreendidos no Rio poderem fazer a retirada deste sem o pagamento do IPVA, as demais taxas devem estar em dia para conseguir a liberação do veículo. São elas: o Seguro DPVAT, o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), o licenciamento do automóvel, os DUDAs (documento único de arrecadação) referentes a cada ano de IPVA atrasado, além da certidão negativa, também conhecida como "Nada Consta".

Todos os boletos, com exceção do Seguro DPVAT, podem ser emitidos no site do DETRAN. Após seu pagamento, o proprietário precisa informar a quitação ao órgão. Para isso, basta acessar novamente o site do DETRAN e, em seguida, clicar em "Veículo" > "Veículos apreendidos" > "Informação de pagamento". Fácil, né? ;)

E o boleto do Seguro DPVAT? Como emitir?

Desde o começo do ano, os proprietários de veículos do Estado devem emitir o boleto do Seguro DPVAT diretamente pelo site da Seguradora Líder clicando aqui. Se o Seguro do seu veículo já venceu, não tem problema! Você consegue emitir outro boleto sem precisar pagar juros ou multa pelo atraso. Ô coisa boa! ♥

Então, fica o convite: além de ser indispensável para fazer a retirada do seu veículo, manter o seu Seguro DPVAT em dia permite que você esteja protegido em caso de acidentes de trânsito. É para guardar no coração... e no calendário! ;)

E aí, essa novidade te ajudou? Deixe seu comentário aqui embaixo e aproveite para marcar seus amigos cariocas, afinal, informação boa deve ser compartilhada. Continue acompanhando o blog para ficar por dentro de tudo o que acontece no trânsito brasileiro! ;)


Continuar lendo

O que estamos fazendo para combater as fraudes no Seguro DPVAT?

dpvat-combate-fraudes.png

Proteger o Seguro DPVAT contra fraudes é uma das principais atribuições da Seguradora Líder para garantir que os benefícios deste importante seguro social continuem atendendo a quem de fato precisa, pessoal. Pensando nisso, queremos te contar um pouco mais sobre como acontece o combate às fraudes por aqui. Vamos juntos?

Uma área totalmente dedicada

Aqui na Seguradora Líder, temos uma área inteirinha dedicada ao Combate às Fraudes, que é responsável por monitorar os processos envolvendo o pagamento do Seguro DPVAT a fim de detectar irregularidades e aplicar ações corretivas. O trabalho da área é baseado em um método utilizado por várias empresas em suas tecnologias antifraudes: o "Ciclo de Vida da Fraude", que consiste em etapas de prevenção, monitoramento, avaliação de risco e criação de pontos de controle. Bem legal, não é?

De olho nas novidades!

Desde o ano passado, as estratégias de Prevenção, Detecção e Investigação de fraudes têm ganhado destaque aqui na Seguradora Líder, com a contratação de profissionais com larga experiência no setor, além de implementação de novos critérios para análise das fraudes e aprimoramento dos nossos sistemas.

Mas não é só isso! Tem muito mais novidade acontecendo por aqui. Atualmente, temos uma força-tarefa permanente no Ministério Público para combate às fraudes e estamos estudando a realização de convênio com o Denatran para qualificar a base de dados de veículos, eliminando os inativos e duplicados.

Um universo de números

Você já sabe que, por aqui, gostamos muito de números. Por isso, queremos compartilhar alguns bem bacanas. Somente em 2017, através das estratégias que mostramos aqui em cima, 17.550 tentativas de fraudes foram evitadas e mais de 1.460 notícias crime foram apresentadas aos órgãos competentes. Além disso, atualmente, a Seguradora Líder tem ativos mais de 9 mil procedimentos criminais em diversos estados brasileiros, pessoal.

Você faz parte disso!

É isso aí! Sabia que você pode ajudar a Seguradora Líder a combater essa prática criminosa? Se souber de casos em que as pessoas solicitaram a indenização do Seguro DPVAT sem que tenham se ferido em acidente de trânsito ou que estejam falsificando documentos para obter este benefício, você pode denunciar no site da Seguradora Líder clicando aqui ou pelo telefone 0800 022 12 05. As ligações são gratuitas e em nenhum dos dois canais você precisa se identificar. ;)

E aí, gostou da viagem pelo universo do combate às fraudes aqui na Seguradora Líder? Deixe sua opinião aqui nos comentários. =)


Continuar lendo

Por dentro do Boletim Estatístico de fevereiro

boletim-estatistico-fevereiro.png

Imagine a seguinte cena: você entra no estádio do Maracanã e observa que metade do público é formado por pessoas que estão inválidas permanentemente. E se a gente te contar que esse é o retrato do trânsito brasileiro apenas nos últimos dois meses? É isso mesmo: de acordo com o Boletim Estatístico de Fevereiro da Seguradora Líder, 40.463 das 56.581 indenizações pagas pela Seguradora Líder no primeiro bimestre de 2018 foram destinadas à invalidez permanente.

Mas não é só isso, pessoal: nesse post, você vai ficar por dentro de muitos outros números que fizeram parte do universo das estatísticas do Seguro DPVAT nos últimos dois meses. Confira!

Invalidez permanente: 71% das indenizações pagas nos primeiros meses do ano

Vamos começar falando sobre os números alarmantes de indenizações pagas por invalidez permanente e não poderia ser diferente, pessoal. Somente nos meses de janeiro e fevereiro, esse tipo de indenização foi paga para 40.463 pessoas, um valor que corresponde a 71% do número total de indenizações pagas, que chegou a 56.581 no primeiro bimestre. E a galera da motoca, mais uma vez, foi a grande prejudicada: das indenizações pagas no período para acidentes com motocicletas, 76% foram para invalidez permanente e 7% para morte. =(

Indenizações por morte: redução que merece atenção

No trânsito e fora dele, toda vida vale muito! E as indenizações pagas por morte, apesar de registrar uma participação menor na quantidade de indenizações em relação às demais coberturas (11%) no último bimestre, ainda merece a nossa atenção. Você sabia que, do total de indenizações pagas por morte, 56% foram destinadas aos motoristas?

Pedestre, também vale ficar de olho!

Apesar dos motoristas terem ficado em primeiro lugar no ranking de indenizações pagas por acidentes fatais no período, isso não é motivo para os pedestres se descuidarem. Somente em janeiro e em fevereiro, 1.622 pedestres perderam a vida devido a acidentes de trânsito. Imagina quantos sonhos deixados pela estrada, hein, pessoal? Por isso, a gente reforça o recado para os pedestres: atenção e cuidado são uma dobradinha que nunca falha!

E aí, gostou de saber mais sobre os números das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT nos últimos dois meses? A gente lembra que você pode acessar o nosso Boletim na íntegra, clicando aqui. Todo mês tem uma edição novinha te esperando! ;)


Continuar lendo

#DPVATExplica: como o beneficiário do Seguro DPVAT deve declarar a indenização no Imposto de Renda

dpvat-impostoderenda.png

Início de ano é época de acertar as contas com o Leão, não é mesmo, pessoal? Pensando nesse momento, preparamos um post bem bacana sobre um dos questionamentos que recebemos nas nossas redes sociais: como o beneficiário do Seguro DPVAT deve declarar a indenização recebida no Imposto de Renda? É hora de mais uma edição do #DPVATExplica! ;)

Benefício isento

É isso aí, pessoal! Ainda que não tributável, todo dinheiro recebido como compensação por alguma perda deve ser informado na Declaração Anual do Imposto de Renda (IR). Aqui, entram as indenizações pagas por seguradoras, como a do Seguro DPVAT, ou aquelas frutos de ações judiciais. ;)

Como funciona na prática?

Em primeiro lugar, é importante falarmos sobre os valores das indenizações pagas pelo Seguro DPVAT, que são de R$ 13.500 em caso de morte ou invalidez permanente e de até R$ 2.700 em caso de reembolso de despesas médico-hospitalares (DAMS).

Na hora de fazer a sua Declaração do Imposto de Renda, o valor da indenização que você recebeu deve ser informado na linha 26 (Outros) do Quadro "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis". O embasamento legal dessa informação está no Decreto nº 3.000/1999 e na Instrução Normativa RFB Nº 1.500/2014, Art. 11, pessoal. =)

E aí, gostou da explicação? A gente lembra que, na série #DPVATExplica, a sua dúvida pode se tornar um post aqui no nosso blog. Que tal deixar a sua aqui embaixo? Nos vemos nos comentários! ;)


Continuar lendo

Protagonismo feminino: o mundo precisa ir nessa direção

mulheresnotrânsito.png

Hoje, Dia Internacional da Mulher, é dia de celebrar as lutas do passado e refletirmos, juntos, os desafios em nome da igualdade de gênero, especialmente no trânsito, espaço onde as mulheres ainda são vítimas de preconceito. Pensando nisso, reunimos alguns dados para comprovar que o mundo precisa ir na direção do protagonismo feminino. Confira! ;)

Lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive, no trânsito

Atenção, pessoal! É hora de desconstruir falas como “mulher no volante, perigo constante” e “tinha que ser mulher”. E essa mudança começa com cada um de nós! Afinal, os números estão aí para comprovar que, historicamente, as mulheres são mais prudentes do trânsito. Um desses dados está no nosso Relatório Anual: as mulheres foram responsáveis por apenas 25% das indenizações pagas ao longo de 2017, frente a 75% dos homens. :O

Amaxofobia: palavra difícil, mas condição comum entre as mulheres

Sabe qual o significado dessa palavra complicada, galera? É o famoso medo de dirigir, que se traduz em sintomas como dores de cabeça, tensão muscular e coração acelerado na hora de pegar no volante. Segundo a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), cerca de dois milhões de brasileiros que possuem a CNH não dirigem por medo. E 75% desse número são mulheres. Para vencer esse medo, o primeiro passo é entender que há algo errado. O segundo é procurar tratamento especializado, como a psicoterapia. Então, fica a dica: se você conhece alguém assim, que tal oferecer ajuda? ;)

Seguradora Líder: referência no protagonismo feminino

Bons exemplos vêm de casa! Você sabia que aqui na Seguradora Líder as mulheres são maioria? 52,4% dos nossos cargos de gestão são ocupados por mulheres. Essa informação se torna ainda mais legal quando percebemos que, de acordo com a pesquisa “Mulheres no Mercado de Seguros no Brasil”, de todos os funcionários homens de uma seguradora, 4,7% se tornam executivos, enquanto apenas 1,4% das mulheres conseguem chegar lá. Ah, outro dado bacana é que, por aqui, as mulheres têm, em média, mais tempo de casa que os homens. \o/

As mulheres têm ganhado cada vez mais espaço na nossa sociedade e, por consequência, também no trânsito. Os dados mostram que, apesar do preconceito ainda enraizado, as mulheres provocam menos acidentes e fazem do trânsito um lugar mais seguro para todos. Que ótimo exemplo, não é mesmo? ;)

E aí, continua achando que “mulher no volante é perigo constante”? Compartilhe seu comentário com a gente e continue ligadinho no nosso blog. =)


Continuar lendo

De olho no calendário de pagamento

pagamento-dpvat-21022018.png

Em muitos estados brasileiros, o período de pagamento do Seguro DPVAT ainda está acontecendo e, pensando nisso, resolvemos preparar um post especial para você. Por aqui, a gente dá o recado esperto: além de ser um ato e tanto de cidadania, manter o Seguro em dia garante a sua proteção a de mais de 200 milhões de brasileiros em caso de acidentes de trânsito, viu?

Roraima, Mato Grosso e Distrito Federal: vencimento até o final do mês

Se você é um dos Estados acima, vale redobrar a atenção! O pagamento do Seguro DPVAT, coincidindo com a data única do IPVA, está muito próxima do vencimento. No Distrito Federal, por exemplo, vai até essa sexta-feira, dia 23 de fevereiro e, em Roraima e no Mato Grosso, vai até a próxima quarta-feira, dia 28. Para conferir a particularidade de pagamento de cada estado, clique aqui.

Maranhão, Sergipe e Acre: vencimento começa em março

Vale começar a se programar! Março é a vez do vencimento do pagamento do Seguro DPVAT acontecer no Maranhão, Sergipe e Acre, pessoal. Para conferir a tabela completa, além de orientações para emissão do boleto de cobrança e informações sobre os bancos credenciados, você também pode acessar o site da Seguradora Líder aqui.

De onde vem os valores do Seguro DPVAT?

Os valores do Seguro DPVAT são definidos pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), órgão ligado ao Ministério da Fazenda, galera. Seu custo é formado pelo prêmio tarifário, acrescido de IOF (0,38%) e mais o custo do bilhete, que a gente já explicou num post anterior. Ah, outra informação importante é que, em 2018, pela primeira vez, não é possível parcelar o Seguro DPVAT, já que os valores para um eventual parcelamento não atendem a Resolução do CNSP nº 332/2015, que define o valor mínimo de R$ 70,00 por parcela. Clique aqui para conferir o valor do Seguro DPVAT para 2018 de acordo com a categoria do seu veículo.

Passou o prazo de pagamento e agora?

É simples! Você pode emitir o boleto no site da Seguradora Líder clicando aqui e realizar o pagamento sem incidência de multa e juros. No entanto, a gente lembra que a quitação do Seguro DPVAT é condição necessária para obtenção do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), documento de comprovação do licenciamento anual e de porte obrigatório.

Gostou do post? Se tiver alguma dúvida sobre o processo de pagamento do seu Estados, basta falar com a gente por aqui. ♥


Continuar lendo

Digitalização de documentos facilita a vida dos beneficiários

digitalizacao-documentos-dpvat.png

Boas notícias para os beneficiários do Seguro DPVAT! A partir de agora, será possível digitalizar os documentos necessários para dar entrada no seu pedido de indenização já nos pontos de atendimento e, com isso, poder guardar todos os seus documentos originais. Bem bacana, não é? \o/

A digitalização traz uma porção de benefícios, como reduzir o prazo da análise das indenizações, fazendo com que a indenização saia mais rápido e diminuir as possíveis despesas com extravio de documentos. Para a Seguradora Líder, essa iniciativa, além de tornar mais fácil o acesso do Seguro DPVAT, também melhora a qualidade, aumenta a produtividade e reduz custos, três dos nossos objetivos na busca contínua pelo aperfeiçoamento da nossa operação. Todo mundo sai ganhando, galera! =)

E a Seguradora Líder não para por aí, pessoal! Estamos preparando mais iniciativas que trarão uma série de vantagens, tais como verificar quais os tipos de informações relevantes para a indenização que também podem ser coletadas de forma eletrônica. ;)

O projeto piloto já foi implementado no último mês na Seguradora Líder, em seis seguradoras consorciadas; no Sindicato dos Corretores de Minas Gerais (Sincor-MG); e com corretores parceiros do Estado do Rio de Janeiro. A previsão é estender a implantação para todos os parceiros ainda no primeiro trimestre desse ano. Vale ficar atento! \o/

Gostou de saber dessa novidade? Fique ligado aqui no nosso blog. ;)


Continuar lendo

Página 1 de 4
1234


Assine nossa Newsletter